• G.Home

Como diversificar os ativos: imóveis voltados ao varejo

O retorno às atividades presenciais é um fator que beneficiou outro segmento imobiliário: o de imóveis comerciais para varejo.

Investir em imóveis para loja se mostra uma opção viável no mercado imobiliário.
Loja de vestuário

É fato que o comércio eletrônico se expandiu durante a pandemia, vistas as restrições de mobilidade. Do mesmo modo, o aumento da taxa de vacância de imóveis comerciais foi consequência direta dessa condição.


O que há pouco mais de um ano ainda parecia muito incerto, o tão esperado retorno da circulação de pessoas às ruas trouxe consigo a volta do desenvolvimento desse setor. A retomada dos antigos hábitos de consumo foi algo desencadeado pela flexibilização das medidas sanitárias.


A 7ª edição da pesquisa Consumer Pulse declara que as visitas às lojas físicas já superaram as do online, com 60% contra 40%. Segundo o IPV (Índice de Performance do Varejo), em fevereiro de 2022 o fluxo de consumidores foi 28% maior se comparado ao mesmo mês em 2021.


Com esse cenário otimista para o comércio físico, o investimento em estabelecimentos comerciais retorna como uma alternativa interessante enquanto ativo imobiliário.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo